quinta-feira, fevereiro 29, 2024
InícioDestaquesNo Sertão: adolescente de 16 anos diz ter sido dopada e abusada...

No Sertão: adolescente de 16 anos diz ter sido dopada e abusada sexualmente

Uma adolescente de 16 anos usou as redes sociais para fazer uma denúncia de abuso sexual. Ela é moradora da cidade de Cajazeiras, no Alto Sertão paraibano. O abuso sexual teria sido cometido por um homem, na presença da companheira dele. O homem chegou a ser preso, mas foi liberado após audiência de custódia.

De acordo com o relato da jovem, o abuso teria acontecido no dia 25 de junho. Ela recebeu o convite de uma amiga para beber em uma residência. Nesse local estaria também uma conhecida da vítima.

Sem saber que o marido dessa conhecida estaria no local, a jovem aceitou o convite da amiga, segundo a publicação. Quando a amiga chegou para buscá-la, quem dirigia o carro era o companheiro da conhecida. Mesmo assim, por confiar na amiga, a adolescente entrou no veículo e se dirigiram à residência.

Durante a reunião de amigos, o homem ofereceu à adolescente uma bebida alcoólica que estava na geladeira. Segundo a jovem ele chamou de “cachaça especial”. Ela relata que começou a beber e partir de então lembra de pouca coisa.

Segundo a denúncia, quando acordou, a adolescente estava no quarto, em cima da cama, sendo abusada pelo homem na presença da companheira dele. A adolescente narra que a amiga não estava mais no local.

Já segundo o delegado Ilamilton Simplício, da Polícia Civil de Cajazeiras, no local, os quatro começaram a praticar um tipo de jogo sexual.

“Os participantes tinham que pagar uma espécie de prenda sexual, mas a jovem diz que se recusava a fazer isso. Por se recusar, ela tinha que ingerir um copo de bebida alcoólica. Ela bebeu muito e acabou ficando embriagada. Em determinado momento, todos foram para um quarto. Ela relata que, muito vagamente, sentiu que o homem começou a praticar sexo com ela contra a vontade, inclusive na frente da esposa e dessa amiga”, disse o delegado.

A prisão do homem aconteceu nesta quinta-feira (18). O relato da jovem foi publicado em seguida. Ela alega que somente no dia 12 de julho tomou coragem de denunciar o crime à polícia.

Há a informação de que essas duas mulheres também teriam sido detidas e liberadas. No entanto, a expectativa é que a Delegacia da Mulher, que vai ficar responsável pelo caso, faça um novo pedido de prisão.

O homem que foi liberado é funcionário de uma empresa que presta serviço para o Hospital Universitário de Cajazeiras. Segundo a empresa, ele é considerado funcionário afastado.

Todos os envolvidos no relato da adolescente são maiores de idade, tanto o homem, quanto a companheira e a amiga.

Yvna Cordeiro, delegada da Mulher de Cajazeiras, disse que o caso segue em investigação e deve dar mais detalhes nesta segunda-feira (22).

Fonte: Portal T5

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
Lúcia Maria Herculano Pinto on Prefeitura homenageia mães com tarde festiva