quarta-feira, fevereiro 28, 2024
InícioMaisSecretaria de Ciência estuda reativação dos telecentros comunitários

Secretaria de Ciência estuda reativação dos telecentros comunitários

LafiteO secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Hércules Lafite, revelou que os telecentros comunitários deverão ser reabertos. A reativação desses equipamentos será tema de reunião marcada para esta terça-feira, 29, ocasião em que Lafite se reunirá com o presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (AMDE), Alcindor Vilarim.

Nesse encontro, a AMDE deverá transmitir a administração dos telecentros, instalados no município, à Secretaria. O encontro está previsto para as 10h e acontecerá na própria Secretaria de Ciência, localizada no Museu Vivo da Ciência e Tecnologia Lynaldo Cavalcante, às margens do Parque do Açude Novo.

Os telecentros comunitários são espaços públicos, providos de computadores conectados à internet em banda larga. No local são realizadas atividades, por meio do uso das tecnologias da informação e comunicação, com o objetivo de promover a inclusão digital e social das comunidades. O principal objetivo dos telecentros é promover o desenvolvimento social e econômico das comunidades atendidas.

O secretário Lafite informou ainda que a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Informação deverá lançar, no próximo mês de maio, uma campanha para promover o acondicionamento adequado do lixo eletrônico. “Vamos promover essa campanha para fazer o acondicionamento correto desse lixo, composto por metais pesados que são danosos à saúde”, disse. Conforme o secretário, serão criados pontos estratégicos para a coleta do lixo eletrônico.

Um desses pontos ficaria na própria Secretaria de Ciência, Tecnologia e Informação. Outro deverá ser instalado no Shopping Centro Edson Diniz, local central de Campina Grande e onde existe um intenso comércio de equipamentos celulares e eletroeletrônicos em geral.

Outro projeto da secretaria é o oferecimento de internet banda larga, gratuita, em espaços públicos e áreas carentes do município. O projeto será chamado de Cidade Inteligente. “Uma cidade do porte de Campina Grande, que exporta tecnologia para outros estados e países, precisa ter internet pública e gratuita em áreas públicas. Estamos na fase final de elaboração do projeto e vamos apresentá-lo ao prefeito Romero Rodrigues, que nos garantiu apoio para implantação”, ressaltou Lafite.

De acordo com o projeto, inicialmente a internet banda larga seria disponibilizada para os prédios públicos e áreas de lazer, a exemplo dos parques do Povo e da Criança. Depois haveria uma expansão para áreas carentes. Na terceira etapa a internet banda larga seria fornecida às escolas da rede municipal de ensino.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
Lúcia Maria Herculano Pinto on Prefeitura homenageia mães com tarde festiva