sábado, fevereiro 24, 2024
InícioMaisGevisa fiscaliza venda peixe na Semana Santa e orienta consumidores

Gevisa fiscaliza venda peixe na Semana Santa e orienta consumidores

peixesA Gerência de Vigilância Sanitária (Gevisa), da Secretaria de Saúde de Campina Grande, realizou na manhã desta quarta-feira, 16, uma vistoria nos pontos de venda de peixe, instalados na Feira da Prata. O objetivo da ação foi garantir a qualidade do produto e o cumprimento das normas de higiene e armazenamento, além de orientar o consumidor que procura o pescado para consumo na Semana Santa. Não houve apreensões.

De acordo com a gerente da Gevisa, Betânia Araújo, o trabalho possui um foco educativo. “A fiscalização da venda de peixe acontece de modo rotineiro, com visitas semanais aos mercados de Campina Grande. Nesse trabalho da Semana Santa buscamos orientar os comerciantes e, principalmente, os consumidores, já que muitas pessoas que não tem o hábito de comer peixe adquirem o produto nesse período”, explicou.

A Gevisa orienta que a população pode identificar se o pescado é de boa qualidade através de alguns cuidados simples, que devem ser observados no ato da compra. Deve-se dar preferência para o produto fresco, por ser mais fácil a verificação da cor, odor e sabor. O produto congelado pode mascarar as características do peixe, principalmente se estiver estragado.

O consumidor deve verificar se o peixe possui escamas brilhantes e bem aderidas, ou seja, que não se soltam com facilidade. Para tanto, basta fazer o exame das escamas, no qual o consumidor passa as unhas no sentido contrário. Se soltar muitas escamas o peixe pode estar em processo de decomposição.

O peixe fresco deve apresentar olhos salientes e brilhantes, guelras de cor vermelha e também brilhantes, além da carne estar firme e elástica, resistente à pressão dos dedos.  Nos congelados, os rótulos das embalagens deverão constar o nome do produto, nome e endereço do fabricante, a data de fabricação, o prazo de validade, as condições de armazenamento e o número de registro no órgão fiscalizador, além do peso líquido.

BACALHAU – Quanto ao bacalhau, a Gevisa informa que este produto não deve apresentar cor avermelhada, que indica deterioração do produto, e nem manchas acinzentadas ou esverdeadas, que sugerem a presença de fungos ou bolores, que tornam o produto impróprio para consumo. Deve-se evitar o bacalhau onde se constate a presença de larvas, o que significa contaminação.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
APOLONIA MARIA RIBEIRO CABRAL on Ipsem paga a partir de hoje inativos e pensionistas
Lúcia Maria Herculano Pinto on Prefeitura homenageia mães com tarde festiva